sexta-feira, 18 de maio de 2018

Cannes 2018 — Dia 8



Solo: Uma História Star Wars (Ron Howard)

Novo filme da saga Star Wars parece ter sido recebido pela crítica com indiferença, ainda que muitos apontem que se trata de um trabalho inusitado e com sua graça. É o retorno de Howard, fora da competição do festival. O filme teve uma première badalada com a presença de vários astros, como Emilia Clarke (estrela da série Game of Thrones) e Donald Glover (da série Atlanta e, mais recentemente, dono do clipe-fenômeno "This Is America"). 


At War (Stephane Brizé)

Foi em 2015 que Vincent Lindon ganhou Melhor Ator com O Valor de um Homem. O intérprete francês, que ano passado estrelou em Rodin (que competiu à Palma de Ouro), está de volta na lineup com mais um filme social e politicamente engajado de Brizé. A recepção do trabalho foi bem morna, com breves comparações ao cinema de Ken Loach, embora a atuação de Lindon tenha ganhado muitos elogios.


Under the Silver Lake (David Robert Mitchell)

Foi justamente um dos trabalhos mais criticados e detratados de Cannes 2018 que parece ser, também, um dos mais interessantes e promissores títulos da safra. Trata-se do novo filme de David Robert Mitchell, em seu terceiro longa-metragem e primeiro a competir pela Palma de Ouro. Lembrando que o cara dirigiu há algum tempo um dos filmes de terror mais badalados dos últimos anos, Corrente do Mal, e ainda um ótimo drama teen, The Myth of American Sleepover. O filme recebeu comparações a David Lynch (sugere-se uma homangem) e provocou muitas reações controversas. É improvável, mas talvez arranque algum prêmio do júri neste sábado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário