sábado, 19 de maio de 2018

Cannes 2018 — Dia 11 + APOSTAS



The Wild Pear Tree (Nuri Bilge Ceylan)

Cannes encerrou a sua competição com The Wild Pear Tree, do turco Nuri Bilge Ceylan, ganhador da Palma de Ouro em 2014 pelo júri de Jane Campion. Seu novo filme foi recebido calorosamente pelo público, e com críticas positivas pela imprensa internacional. O drama é sobre a viagem de um aspirante a escritor à sua cidade natal, no interior, para buscar inspiração para escrever. 


My Little One (Sergey Dvortsevoy)

Novo filme de Dvortsevoy, cineasta ganhador do prêmio Um Certo Olhar em 2008, o drama retrata a busca de uma mulher, imigrante ilegal em Moscou, pelo bebê que ela abandonou no hospital. 


The Man Who Killed Don Quixote (Terry Gilliam)

Eis outro filme da seleção de Cannes que deu o que falar, até mesmo durante o festival foi alvo de polêmicas e controvérsias. Gilliam tentava produzir o filme há quase 20 anos, foram várias as tentativas de rodá-lo, mas os resultados nunca iam pra frente. Eis que o filme está pronto, depois de tanto tempo (inclusive ele é dedicado aos dois atores que foram primeiramente cotados para estrelá-lo, Jean Rochefort e John Hurt, que faleceram recentemente). Nem havia previsão do filme ficar pronto. Quando ele foi selecionado para Cannes, ainda havia um processo de direitos autorais rolando, por parte do produtor português Paulo Branco, que poderia impedir que o filme fosse exibido no festival. Gilliam sofreu um AVC há poucas semanas, o que talvez impediria sua vinda à première, porém, se recuperou. As recepções são igualmente controversas. Surgem elogios na mesma medida que os problemas são apontados, embora o filme não tenha unanimidade nem como uma obra-prima ou desastre, ficando na média como um filme morno, mas que com certeza sai de Cannes como um de seus selecionados mais aguardados. 

Bem, acabou aqui os comentários sobre os filmes da seleção de Cannes. O festival trouxe muita coisa interessante, e agora chegou aquela hora de apontar quem são os favoritos para levar os cobiçados prêmios neste sábado.

PALMA DE OURO

1. Happy as Lazzaro (Alice Rohrwacher)
2. Capernaum (Nadine Labaki)
3. BlacKkKlansman (Spike Lee)

GRANDE PRÊMIO DO JÚRI

1. Burning (Lee Chang-dong)
2. Shoplifters (Hirokazu Koreeda)
3. Dogman (Matteo Garrone)

PRÊMIO DO JÚRI

1. Three Faces (Jafar Panahi)
2. The Image Book (Jean-Luc Godard)
3. Sorry Angel (Christophe Honoré)

PRIX DE LA MISE EN SCÈNE (DIREÇÃO)

1. Spike Lee (BlacKkKlansman)

possibilidades:
2. Pawel Pawlikowsi (Cold War)
3. Jafar Panahi (Three Faces)

PRÊMIO DE INTERPRETAÇÃO FEMININA 

1. Zhao Tao (Ash Is The Purest White)

possibilidades:
2. Joanna Kulig (Cold War)
3. Samal Yeslyamova (My Little One)

PRÊMIO DE INTERPRETAÇÃO MASCULINA

1. Marcello Fonte (Dogman)

possibilidades:
2. Yoo Ah-in (Burning)
3. Javier Bardem (Everybody Knows)

PRÊMIO DE ROTEIRO

1. The Wild Pear Tree

possibilidades:
2. Shoplifters
3. Asako I & II

Nenhum comentário:

Postar um comentário