domingo, 25 de janeiro de 2015

Crítica: "OS BOXTROLLS" (2014) - ★★★


A magia do stop-motion ainda me deixa fascinado. Hoje, a animação stop-motion foi aprimorada em decorrer de toda a tecnologia de seu processo, mas alguns dos trabalhos mais primitivos de stop-motion, como Wallace & Gromit e A Noiva Cadáver podem ser observados de perto como duas obras fantásticas da animação. Os Boxtrolls, apesar de infantil, é uma experiência cativante, principalmente para alguém que tanto ama filmes como este. Sim. Além de apreciador constante de roteiros cinematográficos, fã incondicional de Woody Allen e um amante do cinema clássico, também sou um admirador de animações, ainda mais destas que usufruem de uma técnica tão difícil, e ao mesmo tempo, tão deliciosa. 

Assistindo á Os Boxtrolls, me senti com cinco anos novamente, numa fase onde desenhos são uma forma de interação superiores e quase onipresentes. Ri, me emocionei e me encantei com os personagens desta fábula sensacional. Algo que, para mim, é raríssimo. Mas é claro, com uma produção destas, é bem fácil cair na profunda admiração por seu trabalho. É bem simples, de fato. Mas o segredo de seu maravilhoso sucesso, como já foi citado, é a inventiva técnica da qual o filme foi feito. Os Boxtrolls foi intensamente produzido pela Laika Animation, que eu conheço desde Coraline, um filme que muita gente também teve a oportunidade de apreciar esta técnica. Mesmo não sendo tão grande quanto á grande Aardman, de quem eu tenho a total confiança e um enorme apreço em relação á animação, essa pequena produtora americana vem se destacando em alguns longas, entre eles, Os Boxtrolls.

Bem, as crianças vão adorar Os Boxtrolls. É atrativo, tem um design bem chamativo, utiliza artifícios criativos e inteligentes, ou seja, para uma criança, o universo desta película é algo reconfortador e suntuoso. Algumas, é claro, irão estranhar alguns elementos presentes aqui, como o uso de uma fotografia obscura ou até mesmo seus personagens, que a causaram uma pavorosa sensação de terror. Mesmo assim, Os Boxtrolls é uma animação sem igual, que deveria ser assistida pelo público infantil, pois consideravelmente, aos olhos das crianças, esta película é dona de um charme memorável e de uma singularidade artística encantadora. Certamente, alguns adultos também poderão ter a chance de reproduzir os mesmos sentimentos de uma criança ao assistir á animação, mas é claro, de uma visão de uma ingênua criança á um adulto maturo, há intensas diferenças internas. Porém, para ambos os públicos, o filme é glorioso. É quase impossível resistir aos encantos de Os Boxtrolls. É tudo bem bonitinho, bem-feitinho, detalhado com uma paciência incrível. Eu gostei muito de Os Boxtrolls, e esta é sim uma das melhores animações do ano, e ainda segue como minha principal aposta ao Oscar de Melhor Filme de Animação, mesmo com duas animações fortes na corrida, Operação Big Hero 6 (o mais possível vencedor) e Como Treinar o Seu Dragão 2 (o inevitável favorito), Os Boxtrolls tem uma garantia de esperança da minha parte.

Os Boxtrolls (The Boxtrolls)
dir. Anthony Stacchi, Graham Annable - 

Nenhum comentário:

Postar um comentário